COM FILIPE BATISTA E ANA RAMOS NA RECANTOS DE LAZER

O que é a empresa Recantos de Lazer?

F.B. É uma empresa de animação turística, vocacionada para a realização de atividades em meio natural. A empresa surgiu na sequência de um ginásio que instalámos na piscina municipal da vila. Nessa altura, em 2009, saiu a legislação específica da animação turística e achámos por bem não nos restringirmos apenas ao ginásio, mas abrir a empresa a um leque maior de atividades.A ajuda do PRODER foi muito valiosa e permitiu dar o grande salto enquanto empresa, através da aquisição de muito equipamento para o desenvolvimento de atividades de desporto de natureza.Também recebemos apoio do programa SIALM e adquirimos mais equipamento, que nos permitiu uma maior abrangência no público-alvo: escolas e empresas nacionais (hoje está muito em voga o conceito de team building nas multinacionais, através de programas de atividades de desporto, aventura e natureza dirigidos aos colaboradores).
Neste momento, a empresa conta já com uma pessoa a tempo inteiro e tenho um leque de outros colaboradores pontuais disponíveis para organizar os diversos tipos de eventos, principalmente nos fins-de-semana. Além disso, somos uma empresa registada no Turismo de Portugal com aval para realizar qualquer tipo de atividade ligada ao turismo. Portanto, fazemos tudo. Mesmo que não disponhamos do serviço, contatamos empresas externas que prestem o serviço aos nossos clientes.
E o contrário também acontece. Muitas vezes recomendamos empresas mais perto da zona de contato do cliente. Acho que é muito importante este saber-estar no território. Não devemos encarar as outras empresas como concorrência, mas sim como parceiros de trabalho. Finalmente, temos a Declaração de Interesse para o Turismo, nada fácil de obter… julgamos que somos a única empresa da zona da Raia a tê-la.
A Malcata foi um elemento muito importante no processo de obtenção desse reconhecimento. Estamos também a pensar lançar já a partir do próximo ano programas vocacionados para o turismo religioso, com a vinda de grupos a diversas festas religiosas do concelho.

Como têm funcionado em termos de parcerias locais?

F.B. Temos funcionado bem com outras empresas locais ligadas ao turismo rural, seja em alojamento, restauração e produtos locais. Em relação ao hotel de Penamacor, existe já uma parceria criada no sentido de incluir as nossas atividades
nos pacotes turísticos da unidade hoteleira e que ficarão disponíveis posteriormente nos vários folhetos distribuídos pela cadeia de hotéis.

A.R. Aqui olhamos sempre para uma parceria na perspetiva win-win. Eu ganho e tu ganhas. O que precisamos de definitivamente começar a ter noção é que no estabelecimento de parcerias todos ganham. E, em qualquer parceria, vai haver casos em que vamos dar mais do que receber. Mas tudo isso faz parte. Quando eu abro uma parceria com uma empresa, estou imediatamente a ganhar também. Estou a ganhar uma visibilidade que eu não teria se não estivesse na organização conjunta de determinada atividade.

Têm liberdade para desenvolverem as atividades que entenderem na Serra da Malcata?

F.B. Não, porque o Plano é restrito. Quando se afirma que a Malcata está fechada, eu digo: não está. Tem um Plano restrito? Tem. No entanto, há uma série de valências na Malcata que o Plano permite e que não estão a ser desenvolvidas. É sempre mais fácil dizer que não é possível fazer nada do que tomar iniciativa de se fazer o que é permitido. Isso chateia-me um bocado. Nós já temos programas pensados com o hotel para a Serra da Malcata. Penso que é fundamental fazer perceber às pessoas que é possível e muito importante desenvolver lá atividades que promovam a região, acabando definitivamente com esta imagem negativa que paira em torno da Malcata. Recentemente, estivemos no Departamento de Ciências
do Desporto da Universidade da Beira Interior para apresentar uma proposta de parceria para trazer alunos, principalmente na área dos desportos náuticos, para a Barragem da Meimoa. E já temos um protocolo para começar a receber alunos de Desporto para realizar estágios na autarquia e na nossa empresa. Mas a nossa luta principal, neste momento, será a de transformar a Recantos de Lazer num polo de formação prática da Universidade. Está já previsto que a disciplina de Recreação e Lazer, de caráter obrigatório, seja lecionada aqui em Penamacor na componente prática.

Pode ver a noticia através do seguinte link: http://www.adraces.pt/ficheiros/conteudos/1395827979VIVER-SUP02.pdf

CONTACTOS

  •   + 351 966 855 069

  •   geral@recantosdelazer.pt

SIGA-NOS NO:

NEWSLETTER:

Receba no seu email todas as nossas novidades e promoções.

© 2014 Recantos de Lazer - Todos os direitos reservados